Archive for abril \13\UTC 2010

Quero ser o Todo Poderoso

13/04/2010

Estava, eu, sentado a frente da tv – típico domingo a tarde – esperando a hora passar para o inicio do jogo entre Vasco x Flamengo (é, sou vascaíno pode zuar) quando de surpresa começa um filme no qual eu já tinha assistido porém, não tinha dado tanta importância. Todo Poderoso (Bruce Almighty).

Filme conta a historia de um repórter que sonha em ser ancora do jornal local e sabe – lá Deus porque não foi. Este cara começa a reclamar da vida, questionar a existência de Deus, a Sua sabedoria… Enfim mete o pau em Deus. Dado momento o caboclo desafia Deus a se fazer presente em sua vida, e não que dá certo. O resto da história a maioria já sabe e quem não sabe assista o filme, grosso.

Assistindo o filme com um olhar diferente, deixando a comedia de lado e tentando entender a crítica velada do autor (ou não). Percebi que o personagem ali desenhado reflete a vontade de muitos. Quem não gostaria de ser Deus? Quem não quer Seus poderes? Quem não acredita que Deus poderia resolver os problemas do Mundo de uma só maneira? E assim não faz porque é “uma criança -mimada- com uma lupa na mão brincando de matar formigas”. Pense um pouco… Suponhamos que isto seja possível? É, se você acredita que sim, que pode substituir o Senhor do universo, assista ao filme você pode ser parecido com Bruce Almighty.

É muito fácil questionar as ações de Deus, mas, é muito mais difícil acreditar que este mundo exista sem uma inteligência suprema (acima da nossa, meros mortais) e é mais difícil ainda acreditar que este mundo chegou até aqui como fruto do acaso (evolução).

Assista ao filme ou re-assista e re-veja a sua visão acerca do Criador.

Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus…” 1COR 3:19

Anúncios

Guerreiro Massai

09/04/2010

Emocione-se!

Bééé’Link’s 6

08/04/2010

O #bééé’link’s desta semana está super recheado

Solução para falta de fones de ouvido

Mini Schumacher mostra como se estaciona um carro

Novo jogo dos soldados americanos

Pais preguiçosos

Galinhas x Coelhos

iPad Falsificado

Como assim, Squirtle?

Netinho do Axé Não gostou de Sair do Armário

Mosca com Um Minuto de Vida

Tráfico de órgãos é coisa séria

Atira, atira

Como descobrir se você é bipolar

45 erros no photoshop

A maior “paradinha” de todos os tempos FAIL!

Apagar a velhinha

O Cachorro mais Fofo de Todos os Tempos

Linguagem corporal

10 saltos incríveis

Assista a dois vídeos do episódio de hoje de Supernatural

Melhor que a Luciana

Pracas do BRAZIU

Os melhores do Parkour

Rafinha elogia Marina pré-candidata a eleição.

Corcovado antes do “Cristo”

O mago do stop-motion

Qual é o proposito?

05/04/2010

E no #é rapidinho:

Ve lá no pasto do PavaBlog

O “espetácular” julgamento Nardoni

01/04/2010

Ao fechar das cortinas do, espetáculo, caso Isabela Nardoni me deparei com um sentimento ruim. Não conseguir adjetivar essa sensação, só sei que não era boa. Diante de uma cena tão trágica não consegui sentir a mesma alegria de muitos. Quando a sentença foi lida pelo juiz não fiquei feliz, não por achar que os pais de Isabela deveriam ser inocentados, mas sim pela situação da sociedade. Ve fogos de artifícios, sorrisos, gritos tudo isso diante de uma cena trágica e me perguntei: “Qual é o motivo de tanta felicidade?”.

Vídeo: Casal Nardoni é condenado

O cenário: duas pessoas condenadas, duas crianças órfãs, uma criança assassinada, uma mãe sem sua filha, duas famílias destruídas.

Fico satisfeito com resultado justo, segundo as evidencias – mas – não alegre. O ódio cega as pessoas e nos impede de refletir. O momento e de luto e não de festa. O que aconteceu foi terrível a morte de algo que deveria ser para sempre – o amor paterno.

“A maldade vai se espalhar tanto, que o amor de muitos esfriará” Mateus 24:12